espiritismo é luz


 

 

 TRAILER OFICIAL de " NOSSO LAR "

NOSSO LAR é uma adaptação do livro homônimo, um best seller,

psicografado pelo Médium Chico Xavier.

Estréia nos cinemas do Brasil no dia 03 de setembro 2010

 

SINOPSE:
________

 

A trajetória de um médico pelo mundo espiritual. 

Após a morte do seu corpo físico, famoso médico acorda no mundo espiritual e vai viver numa colônia que paira sobre a Terra, onde terá que aprender novos valores morais e vencer a saudade da família na Terra. Adaptação para o cinema do livro homônimo escrito por Chico Xavier.

 

Filmes Espiritas

 

Filmes e Documentários

A CASA DOS ESPÍRITOS
EUA, 1993. Direção e roteiro de Bille August. Com Meryl Streep, Glenn Close, jeremy Irons, Winona Ryder, Antonio Banderas. Paris filmes, colorido, 2h30, Paris Vídeo.
Conta a estória de Esteban Trueba, jovem ambicioso que deixa sua família em busca de fortuna para poder casar-se com Rosa. Mas ela morre acidentalmente, ao ingerir um copo de vinho envenenado, confirmando a premonição de sua irmã Clara, médium e com capacidade de mover objetos (telecinesia) desde a infância. Clara casa-se com Esteban, deste casamento nasce Blanca que na juventude se apaixona por Pedro, líder comunista. Blanca é presa e torturada, assim recebe a visita do Espírito de sua mãe Clara, já então desencarnada, que lhe transmite ânimo novo. O romance destaca dons mediúnicos: premonição, desdobramento, materialização, intercâmbio entre os dois mundos etc.

(Anuário Espírita 1995. IDE)

A CIDADE DA ESPERANÇA
EUA/ Inglaterra, 1992. Direção de Rolando Joffé. Baseado no livro de Dominique Lapierre. Com Patrick Swayze, Pauline Collins, Om Puri, Shabana Azmi, Ayesha Dharker. Roland Joffé Film, colorido, 2h14, Warner Home Vídeo.
Filmado na Índia, drama envolvente em Calcutá. O jovem médico norte-americano Dr. Max Lowe, atormentado por problemas existenciais e acreditando-se culpado da morte de uma criança, operada por ele, abandona a profissão e dirigi-se ao país de Ganghi em busca de luz espiritual. Em Calcutá, é assaltado e espancado, sendo socorrido em um Dispensário - a Cidade da Esperança - fundado e dirigido pela senhora Joan, onde encontra um campo de trabalho caritativo, junto à população mais carente, que tocará, para sempre, o seu coração. A figura da bondosa Joan, carinhosamente chamada de "tia" pelos assistidos do Dispensário, lembra o médico e filósofo alemão Albert Schweitzer (1875-1965), prêmio Nobel da Paz em 1953, missionário do amor em terras africanas, pois ela também deixou o conforto de seu país com o propósito de servir. O ponto alto do filme, para nós, é a luta do Dr. Max para superar seus conflitos íntimos, conquistando, afinal, a paz tão almejada à luz do trabalho no Bem, que é o grande remédio para muitos de nossos males, conforme aprendemos na Doutrina Espírita. "Fora da caridade não há Salvação", ensinou Allan Kardec. Outros dois personagens de destaque constituem o casal Hasari e Kamla, amigos sinceros do Dr. Max, que atravessam, com seus filhos, dificuldades imensas, como a perda da única propriedade, enfermidades graves, roubos, mas continuam lutando no caminho do dever e servindo aos semelhantes com admirável fé me Deus. É de Hasari a frase-legenda do filme: "O que não se dá, se perde". Este filme é dedicado à Madre Tereza de Calcutá.

(Anuário Espírita 1995. IDE)

A CONQUISTA DA SERENIDADE
Richard Simonetti demonstra como poderemos enfrentar as situações do dia-a-dia de forma ajustada e feliz, a partir das propostas contidas na Oração da Serenidade. Histórias e comentários bem humorados enriquecem, como sempre, este precioso roteiro para uma existência feliz.

A REENCARNAÇÃO DE PETER PROUND
EUA, 74. Direção de Jr. Thompson. Roteiro de Max Erlich baseado em livro de sua autoria. Com Michael Sarrazin, Jennifer O'Neill, Margot Kidder, Cornélia Sharpe, Paul Hecht, Tony Stephano.Um professor de história, sofre pesadelos, rememorando cenas de sua vida anterior desencarnado em 1946. Peter sofre ataques de dor na perna, que a medicina não esclarece, ataques esses relacionados com um ferimento de guerra, no quadril, sofrido na vida anterior... Num típico caso de Déjà vu, identifica, ao ver um filme na TV, uma cidadezinha do Estado de Massachussets onde viveu na década de 40... Viaja para lá e também reconhece a casa onde habitou na passado... A sua ex-esposa (daquela época), ao vê-lo, sente que já o conhecia e observa, em seu comportamento, muita semelhança com seu falecido marido... Sua mãe, embora esclerosada, o identifica também ... Sobre reencarnação é um dos melhores filmes realizados até 1988.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

AMADEUS
Mozart foi um famoso menino-prodígio, pois aos 4 anos de idade já tocava de cor algumas composições ao cravo, e aos 5 anos compôs um minueto e com 6 anos compôs sua primeira ópera. Gênio e médium sabemos de sua misteriosa inspiração musical.

AMOR ALÉM DA VIDA
EUA/ 1998. Direção de Vincent Ward. Com Robin Willians, Cuba Gooding Jr., Annabella Sciorra, Max von Sydow. Plygram/Interscope/Metafilmics, colorido, 1h54, Warner Home Vídeo.
Considerado como fantasia metafísica e romântica. O drama é centrado no pediatra Dr. Chris Nielsen, cujos filhos, ainda crianças, faleceram num acidente automobilístico. Passados quatro anos, ele também morre num acidente, deixando inconsolável a esposa Annie. Desligado do corpo físico, Chris tenta reanimar a esposa, transmitindo-lhe a mensagem da imortalidade através de intuição e mesmo pela psicografia, quando consegue fazer com que ela mesma escreva o curto recado: "Eu ainda existo!". Mas, sem compreensão da realidade da Vida Espiritual, Annie não assimila as suas mensagens e continua dominada pela depressão. Chris é enviado para o Céu, encontrando uma região deslumbrante e multicolorida, com alguns locais lembrando as telas de sua mulher, isto é, com Albert na condição de seu guia espiritual. Após algum tempo, Chris é informado de que sua esposa cometeu suicídio e está localizada no inferno, sem condição de jamais deixar este lugar de sofrimento. Porém, contrariando todas as orientações e conselhos recebidos, decide empreender uma longa e imprevisível viagem de barco, pela volitação, auxiliado pelo velho guia Tracker, com a determinação de salvá-la dos tormentos infernais, contando com a força de seu imenso amor. Seria quase impossível localizá-la, mas afirmava: "Posso encontrá-la porque sou sua alma gêmea". Apesar de várias fantasias, que destoam dos princípios espíritas, o filme apresenta muitos pontos positivos, como a sobrevivência da alma, a possibilidade de comunicação (telepatia e psicografia), o poder do amor, a existências de planos espirituais felizes e infelizes, a ideoplastia (o poder mental sobre a matéria do mundo espiritual, embora não ocorra exatamente como é mostrado) e duas reencarnações bem planejadas.

(Anuário Espírita 2000. IDE)

AS AVENTURAS DE UM ANJO
EUA, 85. Com Lewis Smith, Jason Gedrick, Jane Kaczmarek, Richard Mulluga. Orion Pictures.Algumas cenas são fantasiosas, mas este filme apresenta realidades do Plano Espiritual e do intercâmbio entre encarnados e desencarnados. O jovem Bobby perde a vida física ao dirigir seu carro num "racha de coragem". Ao despertar no Além é informado: "Aqui somos todos espíritos". Ele tenta subir para a Cidade Alta, através de curiosa escada rolante, mas é obrigado a permanecer na faixa da Cidade Média porque não estava preparado espiritualmente para a ascenção. Durante longo tempo, Bobby é impedido de visitar a namorada Emily que deixou a Terra, certamente por sérias razões... Com mais de dez anos de permanência no mundo Espiritual, ele recebe de seu Protetor, o velho Rafferty, que sempre se locomove de moto, a tarefa de ajudar Lenny, um garoto desastrado. Bobby aceita essa determinação e passa a ampará-lo com muita dedicação, tornando-se um autêntico "anjo guardião", sempre supervisionado pelo seu protetor. Algumas vezes o espírito de Bobby é visto pelo garoto e dialoga com ele. No final, entendemos que a tarefa determinada ao jovem era bem fundamentada. Com a missão cumprida, Bobby é promovido a um Plano espiritual mais elevado, após o seguinte esclarecimento de seu protetor: "Você provou que aprendeu a amar, amando alguém mais do que a si mesmo, e conseguiu a passagem para a Cidade Alta.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

BIRDY, ASAS DA LIBERDADE
EUA, 85. Direção de Alan Parker. Com Mathew Modine e Nicolas Cage.Seria apenas uma história de um jovem traumatizado pela guerra do Vietnã, não fosse a inclusão, no roteiro, de cenas que podem ser interpretadas como "viagem astral" ou volitação espiritual. Birdy tem fixação por voar. Filme sensível, humano e digno.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

CENTRAL DO BRASIL
Brasil, 1998. Direção de Walter Salles. Com Fernanda Montenegro, Marília Pêra, Vinícios de Oliveira, Othon Bastos, Sônia Lira. Europa Filmes, colorido, 1h52, Videofilmes.
Drama humano e comovente, narra a história de Dora, uma professora aposentada, que completa seu salário com o trabalho de escrever cartas para analfabetos. Em certo dia, é procurada por Ana e seu filho Josué, um garoto que sonha encontrar o pai que nunca conheceu. Na saída da estação, Ana é atropelada mortalmente e Josué fica só e abandonado na grande cidade. Motivada por recompensa financeira, Dora acolhe o órfão em seu modesto apartamento, para entregá-lo, depois, a um grupo que promete providenciar sua adoção por um casal dos Estados Unidos. Mas, alertada pela sua irmã Irene, que percebe naquele grupo claras intenções criminosas (comércio de orgãos humanos), ela cai em si e age com rara coragem, recuperando o garoto e conduzindo-o para o interior do nordeste, em longa e difícil jornada, à procura de seu pai. Assim, com desempenho artístico notável, Fernanda Montenegro apresenta-nos o papel inesquecível de um "Bom Samaritano" da sublime lição evangélica, exemplificando o amor ao próximo, desinteressado e autêntico.

(Anuário Espírita 2000. IDE)

CHICO AMOR XAVIER
Brasil, 87. Documentário produzido por Januário Molinero Neto. Shat Cinemavídeo do Brasil Ltda.O documentário CHICO AMOR XAVIER foi produzido com todo o cuidado técnico e artístico, para transformar em documento histórico, por seu enfoque sobre as atividades humanitárias do mais conhecido e respeitado médium do mundo. Há depoimentos de amigos sobre a personalidade de Chico Xavier, de pessoas emocionadas que tiveram contatos através dele, com entes já desencarnados, e depoimento do próprio Chico, além de uma completa sessão de psicografia feita ao vivo, sem corte outra incursão técnica.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE
México, 1992. Direção de Afonso Arau. Com Lumi Cavazos, Marco Leonardi. Roteiro de Laura Esquivel. Top Tape, colorido, 1h54, Top Tape (Vídeo).
Apresenta uma história de amor impossível que se passa numa zona rural do México. Tita é impedida de se casar por causa de uma tradição que condena as filhas mais novas a permanecerem solteiras para cuidarem de suas mães. Então, seu namorado Pedro, para ficar perto de Tita, aceita unir-se à sua irmã mais velha. Na parte final do filme, aparecem vários fenômenos mediúnicos autênticos. Há manifestação de sua mãe, pouco tempo após sua desencarnação. Há também, aparições de sua tia e da índia que entendia de plantas medicinais. Apesar do realismo fantástico de muitas cenas, evidentemente fantasiosas, os fenômenos mediúnicos são mostrados com naturalidade e coerência, e, portanto, com realismo para nós, espíritas, merecendo, assim, a nossa atenção.

(Anuário Espírita 1995. IDE)

DÉJÁ VU
Inglaterra, 84. Com Nigel Terry, Shelley Winters, Claire Bloom, Jaclyn Smith, Dixons Films.Filme de suspense, enfocando com certa profundidade os temas reencanação, rico em fenômenos mediúnicos, obsessão com poucos lances fantasiosos. Greg após assistir um filme que a parece uma bailarina, sente-se estranho e inicia uma pesquisa, ele só não sabia que estava ligado a ela pelo passado. Ele submete-se a regressão e vivência sua vida anterior com a referida. A mãe da bailarina, não aceita a união então já desencarnada ela o obsedia.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

DISTANTE PARA SEMPRE
EUA. Direção de Thomas Flood. Baseado numa história verdadeira. Com John Snef, Terrence O'Connor, Dixie Wade, Herbert Rudley. Colorido - Toho Company Ltd. Distribuição da WR-Filmes - Cinema e Vídeo.
É um dos filmes mais fiéis à temática espírita, contando a história real de Julian, um garotinho de 7 anos que sabe que vai morrer de leucemia. Vê espíritos que preparam para o desencarne e ao mesmo tempo consola os que vão ficar, principalmente a mãe. Após um coma profundo, o garotinho tem uma morte clínica e vai até a espiritualidade. Volta ao corpo e desde então procura tranqüilizar os familiares, médicos e amigos, encarando a morte com naturalidade, argumentando que ele não dói. É como trocar de roupa. Há um encontro com o avô no Mundo espiritual; com a menininha do hospital, que desencarna antes dele, e volta do espaço para dizer-lhe que o espera como sua namoradinha do outro lado. É difícil não se emocionar. No final de sua existência, muito enfermo, Julian promete a mãe que reencarnará: "Mãe, algum dia eu voltarei. Nascerei na Espanha (onde residia seu pai, separado da esposa) e serei um garoto saudável. Você vai me reconhecer quando me ver."

(Anuário Espírita 1989. IDE)

EM ALGUM LUGAR DO PASSADO
EUA, 80. Direção de Jeannot Szwarc. Roteiro de Richard Matheson. Com Christopher Reeve e Jane Seymour. CIC Vídeo.Collin, jovem dramaturgo que volta ao ano de 1912, revivendo momentos felizes passados ao lado de Elise, famosa atriz daquela época. Collin identifica sua amada através de uma grande e emoldurada fotografia, exposta no Salão Histórico do Grand Hotel de Chicago, foto esta feita em 1912. A partir de então, torna-se angustiado e começa a pesquisar a vida de Elise. E, nessa busca incessante, descobre processo de auto-sugestão hipnótica e retorna ao passado. O enredo não é reencarnacionista mas Collin ao desencarnar no presente, na cama do Grand Hotel, vê, em ambiente nimblado de luz, sua doce amada já falecida e esta, dando-lhe a mão, o conduz adiante...

(Anuário Espírita 1988. IDE)

EM NOME DO AMOR
EUA, 85. Direção de Darryl Duke. Com Jaclyn Smith, Timothy Dalton, Claire Bloom, Jeremy Brett, Ann Thornton, Peter McEnerye, Julian Fellows. Colorido, 2h30.
Florence era filha de aristocratas de Londres. Com 24 anos, desiludida com a futilidade da vida burguesa, decidiu desenvolver sua vocação de tratar de pessoas doentes e feridas, mas a mãe não lhe permitiu. Aos 31 anos, apesar da oposição familiar, fez estágio num instituto (hospital) alemão e daí inicia a sua missão. Vai à guerra da Criméia, na Turquia, e, vencendo grandes resistências burocráticas e preconceituosas, organiza um pioneiro serviço de socorros aos feridos, tornando-se figura famosa internacionalmente. É considerada a criadora das escolas de Enfermagem com Profissão ou criadora da moderna Enfermagem. Em dois momentos do filme, as afirmativas de Florence evidenciam sua mediunidade auditiva, que muito a auxiliou em sua missão. Comenta sobre seu chamamento de Deus "Com 17 anos ouvi um chamamento de Deus. Ainda ouço esta voz." Emmanuel recorda a missão da "Dama da Lâmpada": "Pensas em Florence, a mulher admirável que esteve quase um século entre os homens, dedicando-se aos feridos e aos doentes, sem quaisquer intenções subalternas."

(Anuário Espírita 1989. IDE)

ESPIRITUALISMO: O RITUAL DE COMUNICAÇÃO COM OS ESPÍRITOS
EUA/ 1997. Direção de Justin Hardy e Ludo Graham. Roteiro de Lynette Singer. Narrado por Christopher Lee. Fox Lorder, colorido, 0h51, HVC Films (Vídeo).
Documentário enfocando variados tipos de sessões mediúnicas realizadas nos Estados Unidos, bem como alguns momentos históricos do Espiritismo. Os médiuns transmitem noções da vida após a morte, enfatizando que é habitado por seres desencarnados, e de mediunidade, procurando afastar o medo de sessões espíritas. A parte histórica do Espiritismo são lembradas pelas Irmãs Fox. Igualmente é focalizado o médium escocês de efeitos físicos Daniel D. Home (1833-1886). Entre outras personalidades notáveis. Portanto, o filme cuja tradução literal poderia ser simplesmente Sessões Espíritas, sem a expressão "ritual" que não se harmoniza com o Espiritismo é valido para os nossos estudos doutrinários.

(Anuário Espírita 2000. IDE)

FEITO NO CÉU
EUA. Direção de Alan Rudolph. Com Kelly Megillis, Maureen Stapleton, Ann Wedgeworth, Mare Winningham, Dox Murray, david Rasche.Drama reencarnacionista. O jovem Mike, ao salvar uma mulher e seus dois filhos, morre afogado. No além, confuso e surpreendido, é assistido pela sua tia Elisa, falecida há tempos, que lhe afirma: "Sendo a sua parenta mais próxima, disseram-me que você ia chegar e mandaram-me buscar-lhe. Bem vindo ao Céu..." Mike chora e abraça sua benfeitora. Tia Elisa não se esqueceu de um detalhe importante: providenciar roupa para o sobrinho, que, evidentemente, desencarnara nú. (Ver Voltei, irmão Jacob, F. C. Xavier, FEB, cap. 4). Mike é conduzido à residência de sua tia, onde um quarto já estava reservado para ele. Naquela cidade espiritual, explica tia Elisa, pode-se voar mas as pessoas preferem carros e cavalos. (Entende-se que, em cidade de Plano espiritual não elevado, há dificuldade para se volitar) A linguagem usada é verbal ou/e telepática. Quando o jovem pediu informações de seu amigo Polski, ficou surpreso em saber que ele já havia reencarnado. Perguntando: "Voltamos a terra?", obteve a seguinte resposta: "Claro. Larry Polski é um bebê de novo". (após uma consulta num pequeno aparelho que lembra um microcomputador). Mike apaixona-se por Annie e casam-se. No Plano em que habitam pratica-se o ato sexual. (Ver Evolução em Dois Mundos, F. C. Xavier e W. Vieira, 2ª P., cap. 10, e a E a Vida Continua..., F. C. Xavier, cap. 14, ambos de André Luiz, FEB). O filme torna-se mais dramático a partir da reencarnação de ambos: agora Mike e Annie serão Elmo e Alice, que nascem em cidades distantes de um mesmo país. Impulsionados por grande amor, procurarão se reencontrar na Terra. O prazo de 30 anos que o mentor (um estranho e inveterado fumante) concede a Mike, para a concretização desse reencontro, é fantasioso segundo os conhecimentos doutrinários. Haverá o reencontro em tempo hábil? Feito no Céu é válido para os nossos estudos, pois a maior parte do enredo é coerente com os princípios espíritas.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

FERNÃO CAPELO GAIVOTA
EUA, 73. Direção de Hall Bartlett (sem atores), com roteiro escrito por Richard Bach, autor do livro homônimo.A história narra com imensa sensibilidade as peripécias de uma gaivota, em busca de um objetivo que, afinal, só irá efetivamente atingir numa outra vida. O filme, mostra em sua fábula muito bem estruturada, evolução e aprendizado através de vidas sucessivas.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

FRENTE A FRENTE COM DIVALDO
Divaldo no programa Frente a Frente Especial, com Nilza Barute e outras personalidades igualmente formuladas pelos relespectadores, na TV Bandeirantes, em Salvador, Bahia. Encerramento com a Oração da Gratidão.

GUERRA NAS ESTRELAS
EUA, 77. Direção George Lucas. Com Mark Hamill, Harison Ford, Carrie Fisher, Alec Guiness, Peter Cushing, Anthony Daniels, Kenny Baker, Peter Mayhew, david Prowse, Phill Brows, Shelagh Fraser e jack Purvis. Colorido.
Em época indeterminada, numa galáxia distante, instala-se um Império tirano. A princesa Léia reage, tenta fugir com os planos de uma nova arma, mas é presa pela terrível Vader, a maior autoridade depois do imperador. Entretanto, os robôs da princesa conseguem escapar e entregam uma mensagem a um ex-cavaleiro Jedi da República, Kenobi. Luke é um jovem treinado pelo mestre Kenobi para a função de Jedi, que representa o Bem, para enfrentar as forças do Império (do Mal).

(Anuário Espírita 1989. IDE)

JOELMA, 23º ANDAR
Brasil, 79. Direção de Cley Cunha. Com Beth Goulart, Liana Durval, Marly de Fátima, Carlos Marques. 110min. Mastervision.Utilizando de arquivos do incêndio, procura contar uma história psicografada pelo médium Chico Xavier em seu livro Somos Seis. Volquimar tem premonições sobre a morte prematura e o incêndio no Andraus (em 23 de fevereiro de 1972) e está no Joelma no dia 1º de fevereiro de 1974, quando aconteceu o incêndio nesse prédio. Depois de sua morte, ela se comunica com a família através do médium, que aparece em algumas cenas.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

MINHAS VIDAS
EUA, 87. Direção de Robert Butler. Roteiro de Shirley MacLaine e Colina Higgins, baseado no livro "Minhas Vidas". Com Shirley MacLaine, Charles Dance, David Manning, Anne Jackson e Jerry Orbach.A autobiografia de Shirley MacLaine, em livro e na mencionada mini série, chega a ser bonito tributo ao reencarnacionismo e ao mediunismo. Shirley transmite uma forte mensagem espiritualista, embora - como quase toda obra norte-americana ou inglesa - sejam usados termos como metafísica, ocultismo e esoterismo, mesmo quando os fenômenos registrados nada diferenciam da tradição espírita.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

O ADORÁVEL AVARENTO
Inglaterra, 70. Direção de Ronald Name. Com Albert Finney, Alec Guinnes, Edith Evans, Kenneth More, Michael Medwin, Laurence Naismith, David Collings, Anton Rodgers, Suzanne Neve, Paddy Stone e Roy Kinnear. Colorido, 1h52.
O avarento Ebenezer recebe a visita do espírito de Marley, seu falecido sócio que lhe indica a única salvação para a sua alma: receber, nas próximas noites, a visita de três espíritos. O primeiro (Espírito dos Natais passados) o conduz a uma viagem pelo seu próprio passado; o segundo (Espírito de Natal presente) mostra-lhe as comemorações natalinas alegres e fraternas da atualidade; e o terceiro (do futuro) revela o doloroso destino que o aguarda, se ele não se regenerar... É um filme inesquecível, sentimental e educativo, baseado num livro que foi incorporado à literatura espírita.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

O CAÇADOR DE LISA
EUA/ Canadá, 1995. Direção de Don McBrearty. Roteiro de Don Henry. Com Cheryl Ladd, Duncan Regehr, Aemilia Robinson, Don Allison, Kate Lynch. Power Pictures, colorido, 1h29, Castle (Vídeo)
Logo que o corpo de uma criança assassinada num parque é encontrado, a garota Lisa, de 9 anos, que estava próxima ao local do crime, tem uma visão de linda mulher e ouve informações dessa entidade espiritual relacionadas ao fato. Preocupada, ela alerta sobre o risco de outros crimes serem cometidos pela mesma pessoa, não identificada inicialmente. Em outro momento Lisa recebe novas informações do Além, com as quais sua mãe encontra outro corpo de criança assassinada, há muito tempo, no porão de um antigo depósito do mesmo parque. A mãe de Lisa, que também foi médium na infância, de início reage mal ao desabrochar da mediunidade da filha, em face do assédio da imprensa, de religiosos e curiosos. Mas, depois, passa a aceitar o caso com segurança, contanto com a ajuda de seu noivo, o chefe policial Mitch, que também acredita em dons mediúnicos. As revelações espirituais através de Lisa vão aos poucos, esclarecendo os dois crimes, mas o assassino está próximo e atento aos acontecimentos, e a garota corre grande perigo... Em certo momento, desesperada, Ellen pede auxílio ao Plano Espiritual e sua mediunidade é reativada, permitindo-lhe receber a orientação solicitada. Drama envolvente, com lances de suspense, agrada principalmente pela valorização da mediunidade.

(Anuário Espírita 2000. IDE)

O CÉU PODE ESPERAR
EUA, 78. Direção de Warren Beatty e Buck Henry. Com Warren Beattty, Julie Christie, James Manson, Jack Warden, Dyan Cannon, Charles Grodin, Buck Henry, Vicent Gardênia. Colorido, 1h39.Após um acidente dentro de um túnel, o craque de futebol Joe desencarna e vai para o Plano Espiritual. Em face de suas reclamações, sua situação é analisada e verifica-se que houve um erro: ainda não era hora de morrer. devido à inexperiência de uma Entidade encarregada do setor, foi, "desligado" do corpo antes da morte física, pois, ele achou que a morte do jovem seria inevitável, diante do grave acidente... Evidentemente, à Luz da Doutrina, a fantasia começa aí, porque o desligamento só é feito horas ou dias após a morte física, e não há técnicos inexperientes em setor tão importante. Para compensar sua porte precoce, um superior, do Espírito que errou, providencia a volta de Joe num corpo de um milionário, recentemente assassinado. Da mesma forma que na morte de Joe, forte fantasia também entra aqui, pois sabemos que a reencarnação é um processo lento e complexo, célula a célula, de integração perispírito-corpo físico. Apesar dessas fantasias, esse filme mostra contatos interessantes de Joe reencarnado com os espíritos; os reencontras por afinidade espiritual, um avião no mundo espiritual que faz lembrar o Concorde, para transportar as entidades de um plano para outro (válido conforme relatos de André Luiz em seu livro E a vida continua...) é também interessante para os nossos estudos.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

O ILUMINADO
GB, 80. Direção de Stanley Kubrick. Com Jack Nicholson, Slelley Durvall, Danny Lovd e Scatman Crothers.Um escritor consegue um emprego de zelador em um enorme hotel, em meios a quartos e quartos vazios. Fenômenos começam a acontecer, ele parece obsediado, conversa com seres invisíveis, torna-se paranóico e homicida. A cena final é importante e elucidativa.

(Anuário Espírita 1988. IDE)

O IMPÉRIO CONTRA ATACA
Com a desencarnação de Kenobi aparece no início do filme, orientando Luke. Em outra oportunidade esse espírito confabula com Yoda sobre o futuro de Luke. A orientação de Yoda é para que o jovem siga apenas o caminho do Bem: "Guerra não faz ninguém grande. Jedi só usa a força na defesa e nunca para o ataque". E, em Segunda aparição a Luke, Kenobi diz-lhe: "Não se entregue ao ódio". Mas, o jovem não ouve os conselhos, e antes do treinamento completo, parte em auxílio aos amigos. Aparecem fenômenos de telepatia entre Luke e a princesa, bem como entre Luke e Vader. No final há uma surpreendente revelação do temível Vader.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

O MÉDIUM
Brasil, 83. Direção de Paulo Figueiredo. Produção de Edmilson J. Rocha. Com Everton de Castro, Jussara Freire, Paulo Figueiredo, Geórgia Gomide. Cassiano Esteves. Colorido VHS, 1h18, 18 anos. Distribuição da CIC Vídeo Ltda.
Dr. Adriano Jordão, médico cirurgião brasileiro, muito auxiliado espiritualmente em suas cirurgias, torna-se rico e famoso. Fascinado pelo seu prestígio crescente, revela-se cada vez mais vaidoso, ambicioso e materialista. Outra mulher aproxima-se de sua vida e ele afasta-se da esposa e do filho... Nesse momento crítico de sua vida é socorrido através da própria mediunidade: pela vidência e clauriaudiência é advertido severamente pelo seu Protetor espiritual, o devotado negro Dr. José, que sempre o auxiliou nas cirurgias, amigo de vidas anteriores. Não atendido em seu apelo, ele promove um desdobramento do Dr. Adriano e no Plano Espiritual mostra-lhe lances de sua vida terrena anterior, um século atrás, quando era um cigano dotado de poderes de cura. Num dos momentos revelados, Dr. Adriano-cigano opera um bandoleiro restituindo-lhe a visão de um olho doente, de forma semelhante ao médium Arigó. E nessas cenas do passado longínquo aparecem todos os principais personagens da atualidade com os mesmos afetos e desafetos (inclusive os mesmos triângulos amorosos), aptidões e tendências, mostrando claramente o processo natural da evolução espiritual através das reencarnações. referindo-se ao sofrimento do grupo em zonas trevosas do Além do século de intervalo entre as duas últimas vidas terrenas, a Lei de Causa e Efeito também foi lembrada. Filme perfeitamente espírita, lembrando ainda que ele apresenta um longo preâmbulo explicativo da realidade da lei reencarnacionista, fundamentada na Justiça Divina. Lamentamos apenas os detalhes de duas cenas eróticas, responsáveis pela classificação de filme desaconselhado para menores de 18 anos, o que limita sua divulgação.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

O PEQUENO BUDA
EUA/ 1993. Direção de Bernardo Bertolucci. Com Keanu Reeves, Bridget Fonda, Chris Isaak, Alex Wiesendanger, Ying Ruocheng. Top Tape, colorido, Top Tape (vídeo).
Grande missionário na Índia há 2500 anos, com uma estória moderna que se passa numa cidade norte-americana. Dentro da estória atual, o venerável Lama tibetano Norbu desloca-se de seu mosteiro e desce em Seattle para conhecer o garoto Jesse, que talvez seja a reencarnação tão esperada de seu mestre Lama Dorie, desencarnado há nove anos. Norbu e seus auxiliares começam a analisar o comportamento de Jesse e, na dúvida, decidem, com a aprovação de seus pais, levá-lo ao Butão, na longínqua Ásia, para examiná-lo mais profundamente. Mas aparecem dois outros candidatos. Quanto à vida do príncipe Gautama, que se torna Sidarta e depois Buda, fundador do Budismo, ela é apresentada como uma fábula infanto-juvenil. A extraordinária renúncia de Buda aos bens terrenos, bem como sua imensa piedade pelos sofrimentos humanos e a vitória contra as tentações inferiores são bem destacadas neste filme, que deixa muito a desejar, mas é válido para os nossos estudos, pois a vida desse grande missionário é digna de ser conhecida e sempre lembrada.

(Anuário Espírita 1995. IDE)

O RETORNO DE JEDI
O sábio Yoda orienta Luke e desencarna. O espírito de Kenobi, iluminado, aparece a Luke e afirma-lhe: "Yoda estará sempre com você". No final, três espíritos mostram-se felizes ao verem o pessoal amigo, que ficou no Plano Físico, festejando a vitória.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

SEM LIMITE PARA SONHAR
EUA/ 1997. Direção de Howard Goldberg. Com Dylan Walsh, Joanna Going, Sean Patrick Flanery. Panamount Pictures/Water Street Pictures, Colorido, 1h47, CIC Vídeo.
Helen é a personagem principal dste envolvente drama romântico. Apesar de sofrer de doença neurológica crônica (esclerose multipla) e as incompreensões de Bill, seu esposo autoritário, professor da Academia Monte Éden, onde residem, enfrenta seus compromissos familiares (mãe de duas crianças pequenas) com muita coragem e amor. A partir de certo momento, inicialmente à noite, ao dormir, e depois durante alguns cochilos durante o dia, Helen experimenta uma estranha e nova sensação de liberdade quando começa a sentir seu Espírito deixar o corpo. De início, em duas oportunidades, ela confirmou claramente o seu desdobramento consciente em suas volitações; quando presenciou as brigas do casal Milly e Lee, seus amigos, e dos jovens estudantes Dave e Rick. Ao ser hospitalizada para se submeter a exames e se refazer de uma estafa. Helen entra em coma prolongado. Neste estado, seu Espírito sente-se bem e chega a penar que é o momento de se libertar totalmente de seu corpo enfermo, acreditando que nada mais tem a oferecer aos seus filhos e ao marido. Bill ficaria liberado... Mas, num final emocionante, com a dor da provável separação, seu esposo reage e se renova, reconhecendo seus erros e compreendendo melhor a companheira, e com a força de seu amor trabalha para traze-la de volta. O desdobramento consciente ou semiconsciente é uma das provas da existência da alma e de sua capacidade de emancipação, isto é, de agir, com todas as suas faculdades, separadamente do corpo, embora ligada a ele pelo faço fluídico (ou cordão prateado).

(Anuário Espírita 2000. IDE)

SONHOS DE UM SEDUTOR
EUA, 1972. Direção de herbert Rosso. Com Woody Allen, Diane Keaton, Tony Roberts. Disponível em vídeo. Colorido.Comédia contando a história de um crítico de cinema, Allan, que é abandonado pela mulher. Inseguro e tímido, não leva jeito para quase nada. Muito menos para arranjar outra namorada. Até que aparece o "espírito" de Bogart que lhe passa a lhe dar segurança e orientação. O filme é, efetivamente, interessante por oferecer diálogos entre Allan e o espírito, trazendo a comunicação entre os dois mundos como algo definitivo. Enfim, mesmo em tom de comédia, o filme passa a idéia de que, os mortos continuam vivos, e bem vivos.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

UM ESPÍRITO BAIXOU EM MIM
EUA, 1984. Direção de Carl Reiner. Com Steve Martin e Lily Tomlin.Comédia ligada à reencarnação, embora de forma distante da realidade do assunto. Uma dama rica e efetivamente infeliz, à beira da morte, pede para que seu espírito seja transferido ao corpo de bela jovem. Porém, por "acidente", vai, após desencarnada, para o corpo de Martin, que faz um advogado insatisfeito com sua rotina. A luta entre o Espírito da milionária e o Espírito do advogado, num único corpo, leva ao clima de comédia. A trama é boa, o filme agrada.

(Anuário Espírita 1989. IDE)

VIOLÊNCIA E DROGAS
A violência é o estado de perturbação atual que envolve a terra. Na sociologia histórica da violência teríamos que colocar Jesus como antídoto e a Doutrina Espírita como psicoterapia. Somente a educação moral é capaz de mudar os valores da terra, para que não se multipliquem as estratégias, como a de Rick, o jovem americano assassinado pelo próprio pai.

 

pesquisado no site: http://larespirita.sites.uol.com.br/filmes.htm